Arquivos da categoria: hackerspace

Por que eu não sou hacker, nem cientista de dados.

Semana passada eu estive no primeiro encontro de um grupo novo que está se formando aqui em Porto Alegre chamado RS Data Science. Apesar da chuva forte, várias pessoas compareceram ao evento e puderam mostrar e falar sobre os seus variados projetos e áreas de pesquisas.
Continue lendo Por que eu não sou hacker, nem cientista de dados.

Por que participar e apoiar um Hackerspace?

“no Matehackers temos um espaço com infraestrutura e ferramentas para construir os mais diversos projetos e pessoas ansiosas para aprender e compartilhar conhecimento.”

Pare de planejar: Começe antes de estar preparado

Todos temos objetivos que queremos atingir em nossas vidas. É normal assumir que a distância de onde estamos hoje e onde queremos chegar é a falta de conhecimento. É por isso que pagamos por cursos, perdemos horas na internet tentando aprender como fazer as coisas ou entramos em uma faculdade. Por esse percurso gastamos semanas, meses ou anos estudando e planejando como fazer as coisas, buscando o momento em que estaremos preparados para realizar o que queremos ou então o momento em que finalmente vamos nos tornar aquilo que almejamos. Mas será que existe uma melhor maneira de buscar nossos objetivos? Conhecimento é muito difícil de manter, e aprender algo novo muitas vezes não é o suficiente.

Continue lendo Por que participar e apoiar um Hackerspace?

Hackday com Gabinete Digital – 13 de Abril de 2013

Aproximadamente trinta pessoas participaram do Hackday de hoje no Bunker360, atual sede e hackerspace do Matehackers.

“Hackday” é um termo genérico e é justo que eu explique aproximadamente o que eu entendo que aconteceu aqui hoje.

O que aconteceu aqui hoje realmente depende da interpretação de cada participante ativo. Não há em absoluto uma forma melhor ou mais correta de descrever isto, e quem queria saber, deveria ter participado. O que segue é a minha interpretação e não deve ser considerada como soberana, tampouco opinião do Matehackers.

Este foi um momento importante para fortalecer a visibilidade do grupo diante da sociedade e do governo estadual do Rio Grande do Sul.

Segundo a minha interpretação, mais importante do que isto foi o espaço de diálogo que foi promovido, inclusive entre os próprios integrantes do Matehackers, o pessoal do Gabinete Digital e quem mais veio ser hackeado neste dia.

Eu considero espaços de debate e diálogo livres de suma importância no contexto social em que nos encontramos hoje. E o exemplo do Hackday de hoje, segundo a minha interpretação, é concreto e válido como real espaço de comunicação e participação dos envolvidos. A dinâmica e a forma como as coisas fluíram hoje neste hackerspace são o mais próximo possível que eu já vi em Porto Alegre da minha ideia de diálogo aberto e o mais livre possível de preconceitos e vaidades. Mas está longe de ser o que eu considero o ideal.

Este tipo de diálogo aberto com o Governo do Estado do Rio Grande do Sul é motivo suficiente para despertar interesse da sociedade Porto Alegrense, Gaúcha e Brasileira, porque o que acontece nestes diálogos tem influência direta nos rumos políticos, e indireta na vida de toda e qualquer pessoa inserida ou não na sociedade organizada. Para mim, envolvimento social é política. Redes de pessoas são manifestações políticas. Diálogos são formações e articulações políticas.

Inclusive, é unânime a opinião dos participantes do Matehackers de que este Hackday e todo trabalho junto ao Gabinete Digital do Governo do Estado do Rio Grande do Sul são condições suficientes para criar meios de aumentar a participação política das pessoas naquelas coisas que afetam suas vidas. Não é o caso que eu considere que o modelo de dinâmica que é promovido nos eventos e espaços do Matehackers sejam modelos a serem replicados em todo lugar. Muito pelo contrário, isto é o que funciona para nós.

Eu considero envolvimento político de todas as formas possíveis válido, principalmente para mudar, melhorar e aumentar as possibilidades de envolvimento político para o maior número de pessoas possível.

Outra coisa que ficou clara e importante, e é recorrente sempre que temos a oportunidade de juntar tanta gente, foram as divergências e diferenças entre as opiniões políticas de quem estava neste Hackday, e principalmente as opiniões dos integrantes do Matehackers sobre o que é o Matehackers, o que faz o Matehackers, como pensa o Matehackers, e como age o Matehackers. A gente não se reúne para ficar definindo estas coisas, pois já está claro que isto é outra coisa que depende da interpretação de cada um, que muda constantemente.

É por isto que eu estou sempre deixando claro que eu não represento este coletivo e ele não me representa. Assim como devo dizer que não boto minhas mãos no fogo por partidos políticos e empresários envolvidos com os trabalhos do Matehackers, tampouco tenho concordância alguma com as opiniões e ideias do pessoal do Matehackers em primeiro lugar. O trabalho aqui não pode depender de consonância. Precisamos respeitar diferenças e trabalhar juntos, não tem outro jeito. Não é questão de ideal, filosofia, ou visão política. É necessidade para sobrevivência do coletivo.

Este texto é uma tentativa de ilustrar a minha interpretação sobre o que acontece, mas eu não concordo com ninguém que concorde com o que eu escrevo. Minha mensagem não é “leia minha interpretação e fique com ela”. Minha mensagem é “venha aqui e veja por ti mesmx”. Mas tenho a impressão de que o pessoal vai continuar lendo o que eu escrevo. Tudo bem então, façam coisas pra mim ter o que escrever.

Matehackers abre as portas!

É com muita felicidade, alívio e expectativa que venho escrever no meu humilde bloginho que, finalmente, vai ser inaugurado o primeiro Hackerspace aqui de Porto Alegre, o Matehackers. Eu já dei uma blogadinha aqui sobre ele, eu já falei pros amigos e quem mais quisesse ouvir, além de nos últimos tempos ter gastado um tempo considerável tentando manter os interessados unidos na lista de emails. Agora finalmente este trabalho parece estar dando resultado e já em Novembro começa a funcionar o nosso espaço na Av. Independência, 330 Sala 206 dentro de um espaço de cooworking chamado Bunker360.

Minha sensação ao trazer as boas notícias :)

Atividades

Começando por Novembro, todos os membros do Matehackers podem usar a sala para seus projetos, sejam eles pessoais ou conjuntos com outros membros. Por questão de conveniência tentaremos fazer os eventos públicos durante os finais de semana, mas a expectativa é que a sala esteja aberta quase todos os dias. Para visitar o lugar será preciso entrar em contato com algum membro anteriormente. Para essas coisas existe a lista de emails e a sala de irc.

Nas próximas semanas o Matehackers estará organizando alguns cursos para o público em geral. Para fazer a pré-inscrição visitem este formulário.

Quer ser um membro!

Então entra na nossa lista de emails e manda um mensagem entitulada ‘Huuuuzzzzzaaaaaaaaah’! Ou melhor ainda, mande um email se apresentando e falando do seu interesse no Matehackers.

Inauguração

Dia 03/11, este sábado teremos uma confraternização de inauguração. Quem estiver interessado em ir deve se informar mais na, você adivinhou, lista de email… é lá que nos comunicamos :)

Você provavelmente curtirá: