Por que participar e apoiar um Hackerspace?

“no Matehackers temos um espaço com infraestrutura e ferramentas para construir os mais diversos projetos e pessoas ansiosas para aprender e compartilhar conhecimento.”

Pare de planejar: Começe antes de estar preparado

Todos temos objetivos que queremos atingir em nossas vidas. É normal assumir que a distância de onde estamos hoje e onde queremos chegar é a falta de conhecimento. É por isso que pagamos por cursos, perdemos horas na internet tentando aprender como fazer as coisas ou entramos em uma faculdade. Por esse percurso gastamos semanas, meses ou anos estudando e planejando como fazer as coisas, buscando o momento em que estaremos preparados para realizar o que queremos ou então o momento em que finalmente vamos nos tornar aquilo que almejamos. Mas será que existe uma melhor maneira de buscar nossos objetivos? Conhecimento é muito difícil de manter, e aprender algo novo muitas vezes não é o suficiente.

Para escrever um livro. Fazer um curso de técnicas de narrativas ajuda, mas a única maneira de conseguir publicar é escrevendo.

Em muitos casos, aprender (sem praticar) nada mais é que uma maneira de evitar tomar alguma atitude em relação a algo que é importante, e como é dificil evitar essa armadilha! Acabamos sempre buscando nos preparar ou buscar os melhores métodos, tendo a ilusão de estamos avançando mas na verdade as rodas estão girando e não saimos do lugar. Apenas quando se coloca a mão na massa criando mais um pedaço de um projeto e mesmo fazendo algo errado, são esses os momentos em que ele avança de fato. Mas não me entenda mal, aprender é valioso desde que não se torne uma forma de procrastinação.

Praticar é aprender, mas aprender não é practicar. Praticar algo de forma ativa é a melhor maneira de entender e ao mesmo tempo melhorar alguma habilidade, especialmente pelos erros cometidos no caminho. Erros que revelam importantes conhecimentos, e permitem expandir o conhecimento na forma de algo significativo.  Se você esta trabalhando em algo importante, então nunca se sentirá preparado.

E tornar o conhecimento significativo é poder aplicar ou então compartilhar. Um hackerspace é um lugar ideal para isso, no Matehackers temos um espaço com infraestrutura e ferramentas para construir os mais diversos projetos e pessoas ansiosas para aprender e compartilhar conhecimento. Se você apoia essa idéia procure um hackerspace próximo e se achar válido colabore com uma doação para manter o Matehackers.

Related posts:

Um comentário sobre “Por que participar e apoiar um Hackerspace?

  1. A questão da teoria vs prática é milenar. Eu acredito que o argumento ‘pró prática’ que você apresentou aqui vem do livro do “O Andar do Bêbado” do Leonard Mlodinow. O problema com o argumento “se você nunca praticar você nunca vai publicar nada” é que ele assume uma posição extrema. Se você considerar a outra ponta deste argumento que seria algo do tipo “você nunca se dedicar a teoria” não é claro que alguém conseguiria nem sequer aprender a linguagem nativa do seu país “tentando por ele mesmo”.

    O que esses dois casos extremos revelam pra mim não é a superioridade de uma posição em particular sobre a outra mas sim que ambas apresentam severos diminishing returns(compro boa tradução pra isso). Representando o benefício em termos do custo, ambas as estratégias teriam um comportamento similar a log(custo).

    Quanto mais velho a gente fica mais tentador fica usar o argumento da ‘experiência’ pra não ter que lidar com as ideias dos mais novos. Porém experiência é overrated. A humanidade passou milênios simplesmente envelhecendo e ‘ganhando experiência’ mas nunca nem sequer chegou perto dos benefícios que os avanços teóricos trouxeram nos últimos 200-300 anos.

    Se a tese da experiência > teoria fosse verdade, você esperaria que num ambiente altamente competitivo como por exemplo liga profissional de starcraft, a correlação entre tempo jogando e resultado fosse extremamente alta, mas não parece ser o caso. Os melhores jogadores frequentemente estão inseridos em uma comunidade onde eles podem trocar teorias e dados empiricos.

    Eu gosto de comparar essas duas estratégias com algoritmos genéticos que buscam otimização atravéz de busca local e busca aleatória. Eu vejo a prática como um algoritmo guloso que provê alto benefício até você atingir um máximo local e a teoria como um algoritmo exploratório que efetua saltos no espaço de busca da maneira ótima de aprender.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *