Novo “Quadro de Jobs”

Muitos entram em contato com o Matehackers procurando contratar ou oferecer freelances nas mais diversas áreas relacionadas a tecnologia. Embora este não seja em si o intuito de um Hackerspace é natural que pessoas qualificadas orbitem o espaço e boas oportunidades e trocas podem surgir destes contatos.

Para facilitar o trabalho dos membros do Mate que recebem os pedidos de anúncio e dos interessados em anunciar ou trabalhar um “Quadro de Jobs” foi criado. Esta iniciativa é uma experiência, vamos ver se é útil para alguém. Todo feedback é bem-vindo.

Aproveitem!

Por que eu não sou hacker, nem cientista de dados.

Semana passada eu estive no primeiro encontro de um grupo novo que está se
formando aqui em Porto Alegre chamado RS Data Science. Apesar da chuva forte,
várias pessoas compareceram ao evento e puderam mostrar e falar sobre os seus
variados projetos e áreas de pesquisas.

Continue lendo Por que eu não sou hacker, nem cientista de dados.

Compilando a Godot no Ubuntu

A nova versão da Godot deverá vir com bastante coisas legais, como uma interface mais amigável, possibilidade de editar várias cenas ao mesmo tempo, etc. Mas já é possível experimentar isso utilizando a versão de desenvovimento. Nesse post vamos ver como compilar a engine no Ubuntu 14.04 64bits. Continue lendo Compilando a Godot no Ubuntu

Por que participar e apoiar um Hackerspace?

“no Matehackers temos um espaço com infraestrutura e ferramentas para construir os mais diversos projetos e pessoas ansiosas para aprender e compartilhar conhecimento.”

Pare de planejar: Começe antes de estar preparado

Todos temos objetivos que queremos atingir em nossas vidas. É normal assumir que a distância de onde estamos hoje e onde queremos chegar é a falta de conhecimento. É por isso que pagamos por cursos, perdemos horas na internet tentando aprender como fazer as coisas ou entramos em uma faculdade. Por esse percurso gastamos semanas, meses ou anos estudando e planejando como fazer as coisas, buscando o momento em que estaremos preparados para realizar o que queremos ou então o momento em que finalmente vamos nos tornar aquilo que almejamos. Mas será que existe uma melhor maneira de buscar nossos objetivos? Conhecimento é muito difícil de manter, e aprender algo novo muitas vezes não é o suficiente.

Continue lendo Por que participar e apoiar um Hackerspace?

[yait] A respeito do respeito

Este artigo é um YAIT (yet another internet thesis). As visões descritas aqui pertencem somente a mim e não possuem nenhum rigor científico e portanto podem ser facilmente ignoradas.

Volta e meia, quando a circlejerk police do matehackers está ocupada demais pra protestar, surge uma discussão interessante no chat, como por exemplo, sobre a relação entre respeito e argumentação ou debate. A ideia aqui é que abandonar uma discussão com outra pessoa é um sinal de respeito ou reverência. Eu discordo; e como não é a primeira vez que eu falo algo sobre isso resolvi escrever dessa vez.

Continue lendo [yait] A respeito do respeito

[yait] Pra construir um hackerspace: Esquerda, Direita, Esquerda, Direita, Defesa.

Este artigo é um YAIT (yet another internet thesis). As visões descritas aqui pertencem somente a mim e não possuem nenhum rigor científico e portanto podem ser facilmente ignoradas.

Você já se perguntou em que posição do espectro político se encontra um hackerspace? Neste artigo eu coloco a proposta que um hackerspace é formado fundamentalmente por duas ideias de cunho direitista, e duas ideias de esquerda.
Continue lendo [yait] Pra construir um hackerspace: Esquerda, Direita, Esquerda, Direita, Defesa.

Controlando Micro Servo com Python e Arduino

Mais um exemplo de utilização do Arduino com Python, dessa vez controlando um micro servo. Da mesma forma que o post anterior, estou utilizando o Firmata e o pyfirmata.

Foi utilizado um Arduino uno e um microservo 9g. A parte física ficou assim:

servo

E esse foi o código python utilizado:

 

O código funcionando:

 

Lendo sinais analógicos do Arduino com Python

Bueno, depois do Joel aterrorizar tanto que não iria dar tempo de concluir o projeto do robô até o FISL 16, ontem resolvi ver como funciona o tal do Arduino, que vai ser utilizado no projeto, para saber das reais dificuldades de implementar a coisa toda. Continue lendo Lendo sinais analógicos do Arduino com Python

IA e eu II: O que já passou

Se você ficou decepcionado que o post anterior não continha nenhuma menção à Matrix ou ao Arnold Schwarzenegger, não se preocupe. Hoje vamos começar a dar uma olhada no que já foi feito em termos de Inteligência Artificial. Porém, se você não aguenta mais historinha recomendo pular este post aqui também. Nos vemos no futuro.

Há milhões de anos atrás, no futuro..

O primeiro trabalho a ser considerado efetivamente “Inteligência Artificial” foi feito em 1943 por Warren McCulloch e Walter Pits, no qual foi proposto o modelo de funcionamento de um neurônio artificial. Este neurônio podia assumir os estados “ligado” e “desligado”, determinado em resposta aos estímulos proporcionados pelos outros neurônios vizinhos. Foi demonstrado também que uma rede de neurônios artificial conseguia computar qualquer função computável e sugerido que a mesma poderia aprender. Em 1949 Donald Hebb demonstrou uma simples regra pela qual a força de conexão entre os neurônios poderia ser modificada, a qual ficou conhecida como Aprendizado Hebbiano. Logo em seguida, em 1950, foi construído o primeiro computador de rede neural chamado de SNARC que fora feito com 3000 tubos de vácuo e conseguia simular uma rede de 40 neurônios.

Continue lendo IA e eu II: O que já passou

IA e eu

Não é difícil achar exemplos de teorias científicas ou tecnologias que sofreram com a falta de compreensão do público em geral. Quem nunca ouviu falar em cura quântica, da computação nas nuvens ou da SUPERNAMODA Inteligência Artificial.

Como membro honorário do clube oficial do Hype da IA e aproveitando que eu estou estudando sobre o assunto que será tema do meu TCC (oremos), decidi produzir uma série de posts aqui no blog no pra tentar desmistificar o tema e com sorte impedir o surgimento do Deepak Chopra da Computação.

O primeiro post será um apanhado geral sobre a história da Inteligência Artificial e como chegamos até aqui.

The hype is real

Continue lendo IA e eu